Nosso time

Faz a Diferença!

Nosso corpo técnico é formado exclusivamente por profissionais com mais de 10 anos de experiência com elaboração, implementação, monitoramento e certificação de projetos de carbono.

Bruno B. Souza

Auditor líder sênior. Engenheiro Florestal formado pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ). Biólogo formado pela Universidade de São Paulo (USP). Bruno está atualmente estudando o impacto de incêndios florestais sobre os estoques de carbono na Amazônia brasileira, sob a supervisão de Philip Fearnside, por meio do programa de pós-graduação em Ciências de Florestas Tropicais do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA. Treinado como auditor líder em sistemas de gestão pelo ATSG (ISO 14001: 2004), Rainforest Alliance e Imaflora. Bruno tem mais de dez anos de experiência de trabalho com validações e verificações de Projetos de Carbono, conhecimentos técnicos sobre os padrões internacionais VCS e CCB, metodologias e ferramentas relacionadas à estimativas de redução de emissão de GEE por desmatamento evitado e remoção de CO₂ atmosférico por restauração florestal. Ele também tem experiência com políticas públicas de REDD+, desenvolvimento de programas jurisdicionais de REDD+ e implementação de protocolos de monitoramento relacionados a salvaguardas socioambientais. Bruno foi capacitado pelo Instituto de Florestas Tropicais (IFT) através de avaliações intensivas em Certificação Florestal do FSC e Exploração de Impacto Reduzido. Tem mais de dez anos de experiência de trabalho com os padrões FSC, incluindo manejo florestal e certificação de cadeia de custódia. Fez parte do grupo de trabalho técnico encarregado do desenvolvimento do FSC-PRO-30-006, procedimento criado para avaliar e demonstrar o impacto do manejo florestal sobre os Serviços Ecossistêmicos.

1 of 1
Bruno M. Matta

Mestre em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável pela Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS/IPÊ) com pesquisa relacionada ao desenvolvimento de uma linha de base de desmatamento utilizando a metodologia VM0015. Possui experiência na valoração dos Serviços Ambientais e na utilização de ferramentas e mecanismos para o suporte a gestão e planejamento ambiental. Possui forte expertise em Geoprocessamento, Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas, experiência no desenvolvimento, na validação e verificação de projetos AFOLU. Possui um extenso conhecimento no processo de certificação, especialmente para os padrões de carbono florestal (VCS e CCBS). Já atuou nos diferentes biomas brasileiros: Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica, em instituições públicas, privadas e do terceiro setor, sempre em assuntos relacionados a serviços ambientais, com ênfase no carbono florestal.

1 of 1
Yohana C. Mello

Engenheira florestal formada pela Universidade de São Paulo, desenvolve atividades na área de ecologia da paisagem, monitoramento, certificação e análise de risco. Tem prática na utilização de ferramentas de geoprocessamento, análise e integração de dados, realiza diversas atividades profissionais envolvendo estudos de viabilidade e monitoramento de cadeias de valor. Teve a oportunidade de atuar em diversos territórios e projetos voltados ao fortalecimento do manejo florestal comunitário e dos produtos da sociobiodiversidade. Em seu trabalho conclusão de curso estudou o desenvolvimento de metodologias para identificação de áreas de alto valor de conservação (AAVC) e atualmente participa como trainee em auditorias de verificação em projetos de carbono (REDD+).

1 of 1
Diego C. Serrano

Engenheiro Florestal formado pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ / USP (2003). Mestre em Planejamento de Sistemas Energético na área de resíduos florestais e biocombustíveis sólidos pela UNICAMP (2007). Suas habilidades incluem coordenação, elaboração e auditoria de PDD´s/PD´s nos escopos 1, 4, 13 e 14. Foi coordenador técnico do programa da União Européia para o fortalecimento da cadeia produtiva de cooperativas rurais em Moçambique (2005). Atuou como consultor em Reservas Extrativistas na Amazônia no âmbito dos programas do PNUD (2004). Foi pesquisador convidado no Pólo Nacional de Biocombustíveis (2006). Na iniciativa privada atuou como coordenador técnico de projetos de carbono, biodiversidade e floresta pela Ecológica Assessoria (2007) e como gerente técnico dos programas de carbono, floresta e bicombustíveis pela CantorCO²e, onde foi responsável técnico por mais de setenta projetos de carbono no âmbito do MDL e mercados voluntários, incluindo oito PDs de LULUCF (2008-2009). De 2009 a 2014 trabalhou como auditor líder pelo Bureau Veritas Certification (BVQI) em projetos de carbono (MDL, VCS e inventários de emissões) onde auditou mais de sessenta projetos, sendo 44 de MDL. Possui formação de auditor líder em ISO 14001:2004.  Em 2009 fundou a C3 – Floresta, Meio Ambiente & Energia, empresa que presta consultoria em projetos de carbono, floresta (LULUCF e AFOLU) e de biocombustíveis sólidos.

1 of 1
Camila Monteiro

Bióloga, aluna de mestrado da Universidade Europeia do Atlântico em Mudanças Climáticas, atuo há cerca de 15 anos na área ambiental com ênfase em produção sustentável. Dentre os segmentos mais expressivos nos quais já trabalhei destacam-se governança para criação e implementação de políticas públicas e sistemas estaduais, Manejo Florestal de Uso múltiplo, Certificação de cadeia de custódia para madeira FSC, Articulação Territorial para o desenvolvimento Rural Sustentável, Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais, Piscicultura, Planejamento Estratégico, Monitoramento de Operações de crédito e Projetos ambientais e agroflorestais.

1 of 1
Gabriela Aguiar

Engenheira Florestal formada pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), atua na área de comunicação e experiência de stakeholder. Possui experiência nas áreas de projetos, qualidade, relacionamento com cliente, recursos humanos, meio ambiente e educação ambiental. Nos últimos anos, vivencia a área da sustentabilidade através da comunicação socioambiental e da articulação de estratégias de impacto.

1 of 1
Heberton Barros

Bacharel em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Mestre em Ciências de Florestas Tropicais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) com ênfase em Capacidade de Suporte Humano em Agro-ecossistemas Amazônicos. Desde 2009 atua como pesquisador em ONGs como IDESAM e recentemente (2014) vem atuando como pesquisador associado a grupos de pesquisas do CNPQ (INPA), onde desenvolve atividades relacionadas à observação da Terra, análise e planejamento territorial na Amazônia com o emprego de ferramentas de sistemas de informações geográficas e sensoriamento remoto. Sua atuação envolve a análise da ocupação humana do território amazônico; mudanças de uso da terra; prospecção de projetos de carbono via REDD+; elaboração, implantação e monitoramento de projetos de REDD+ e projetos de conservação. Desenvolve estudos de ecologia florestal focados na estrutura de florestas, quantificação de estoques de carbono e emissões de carbono por desmatamento e degradação florestal. Por fim, atuou no apoio à formulação e articulação de políticas públicas estratégicas à promoção do desenvolvimento sustentável da região amazônica, nas esferas municipais e estaduais. É membro do grupo de pesquisas do CNPQ: Serviços Ambientais, Capacidade de Suporte Humano e Impactos do Desmatamento, liderado pelo INPA sob Coordenação do PhD. Phillip Martin Fearnside, onde desenvolve pesquisas sobre a interação clima – ser humano – florestas, com pesquisas focadas em incêndios florestais e exploração de recursos naturais em territórios indígenas no Sul da Amazônia, expansão de fronteiras agrícolas e gestão territorial no arco do desmatamento.

1 of 1
Renan Kamimura

Engenheiro florestal graduado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) e pós graduação nível mestrado em Ciências de Florestas Tropicais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Possui mais de dez anos de experiência profissional no bioma Amazônia, em especial aos temas de monitoramento da cobertura da vegetação tanto com o uso de sensoriamento remoto como por meio de coleta de campo em inventário florestal. Teve a oportunidade de integrar diversas expedições de campo para coleta de dados primários na Amazônia, em terras indígenas; unidades de conservação e assentamentos rurais. Atuou em diversos projetos para Manejo Florestal Sustentável (MFS) e Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) no escopo do mercado voluntário de carbono florestal como desenvolvedor e auditor independente.

1 of 1

Renan
Kamimura

Bruna Azevedo

Bióloga formada pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP (2016). Mestra em Recursos Florestais, com ênfase em Conservação de Ecossistemas Naturais, pela Universidade de São Paulo (2021). Suas habilidades incluem manipulação e análise de dados ecológicos e de restauração florestal, além de ampla experiência no desenvolvimento, planejamento e execução de projetos de conservação e monitoramento da fauna e flora.

1 of 1

Bruna
Azevedo

Isabella Francischeti

Graduanda em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP. Possui experiência em projetos de restauração na Mata Atlântica e Cerrado, além de gestão e manejo de áreas naturais protegidas. Tem prática na utilização de ferramentas de geoprocessamento e em seu trabalho de conclusão de curso, caracteriza e compara o histórico do uso e ocupação da terra de 30 bacias na região Amazônica.

1 of 1
Marcia Sousa

Estudante de Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP. Tem experiência na utilização de ferramentas de geoprocessamento, monitoramento de áreas em processo de restauração e análise de infiltração em diferentes usos e ocupação do solo. Em seu trabalho de conclusão de curso atua com avaliação de imagens de sensoriamento remoto em áreas com cobertura florestal.

1 of 1
Camila Rossetti da Cunha
Engenheira Florestal formada pela Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal – Garça/SP (FAEF – 2009). Mestre em Ciências Florestais, com ênfase em Conservação de Ecossistemas Naturais, pela ESALQ/USP (2012). Foi Bolsista do Programa Ciência sem Fronteiras – Doutorado Pleno no exterior na Universidade de Lisboa, Campus ISA – Instituto Superior de Agronomia. Experiência em pesquisa e docência, serviço público, consultoria florestal, empreendedorismo, planejamento e gestão de projetos. Suas habilidades incluem implantação de projetos de reflorestamento, restauração florestal e experiência empreendedora. 1 of 1
Arthur Kaufmann Sanchez

Graduando em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP. Possui experiência em projetos de pesquisa em restauração e produção de recursos florestais, dentre os quais se destaca projeto de avaliação do desenvolvimento de diferentes espécies de eucalipto em propriedades espalhadas pelo Brasil, com enfoque no uso múltiplo destas espécies para pequenos e médios produtores.

1 of 1
Amanda Geraldin Lopes

Graduanda em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP. Possui experiência com projetos de restauração florestal e conservação.

Foi bolsista do projeto Monitoramento e avaliação de restauração de áreas de preservação permanente do Campus “Luiz de Queiroz “. Desenvolveu sua iniciação científica com o projeto “Uso do solo e sua relação com alguns parâmetros de qualidade da água na bacia do ribeirão Tijuco Preto – Estação Experimental de Tupi”.

1 of 1
Beatriz Silvestre

Graduanda em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP. Possui experiência na área de geoprocessamento e análises de imagens espaciais com enfoque em análises de viabilidade para projetos de carbono. Já atuou na área de Planejamento e Colheita Florestal – abastecimento de pátio de madeiras. Ao longo da graduação atuou nas áreas de Viveiro Florestal, Educação Ambiental e Inventário Florestal.

1 of 1
João Marinho

Graduando em Engenharia Florestal e Licenciando em Ciências Agrárias  pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – ESALQ/USP e técnico de informática pelo Centro Paula Souza. Possui experiência em inventário florestal com parâmetros de silvicultura urbana e em ferramentas de geoprocessamento. Tem vivências com projetos e cursos envolvendo a área de educação.

1 of 1
Rolar para cima