Impacto

Benefícios para o clima

O que nos move

O planeta está próximo do caos climático. De acordo com dados da Organização Meteorológica Mundial (OMM), a temperatura média global em 2022 foi cerca de 1,15°C acima da linha de base pré-industrial, e a probabilidade da média anual de aquecimento ultrapassar 1,5°C entre 2023 e 2027 é de 66%, favorecendo ainda mais a ocorrência de eventos extremos.

Para reduzir o aquecimento global e mitigar as mudanças climáticas, são necessárias diversas ações, entre elas reduzir drasticamente a emissão de gases de efeito estufa. Além da mudança na matriz energética, é fundamental parar o desmatamento de florestas primárias, restaurar áreas degradadas e adotar boas práticas de uso da terra. No Brasil, conforme dados de 2022 do Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa (SEEG), ¾ das emissões são geradas pela agropecuária e mudanças de uso da terra e floresta.

Clima

+60 milhões

tCO2e evitados ou removidos*

*Inclui projetos REDD+ e ARR em andamento, em desenvolvimento e crescimento orgânico no período de 2021 a 2032.

“O equivalente a quase um ano de emissões do estado do Rio de Janeiro (SEEG 2023)”

“O equivalente a quase um ano de emissões do estado do Rio de Janeiro (SEEG 2023)”

Fases de Desenvolvimento

Processo

Para cada caso, a brCarbon avalia e aplica os métodos mais indicados. Depois, a redução das emissões pelo desmatamento evitado, reflorestamento ou agropecuária regenerativa é contabilizada através da mensuração de carbono nas árvores, na serapilheira e no solo. Na brCarbon, essa atividade é feita pelo método tradicional e também com o uso de um drone equipado com sensor LiDAR, que traz muito mais agilidade, acurácia e transparência ao processo.

Rolar para cima